terça-feira, 5 de julho de 2022

Saas x Saap: Software como um serviço ou produto

Opinião: software como um serviço ou como um produto?

Imagem: Lithiosapps



Estava lendo sobre a decisão da Adobe Systems de passar do Saap para o Saas, ao lançar o Photoshop CC/Creative Cloud em versão online, com menos recursos, meio que copiando a concorrência online que já copia o próprio Photoshop, há anos.

Para quem não usa o Photoshop, até agora ele era vendido meio como um serviço (você assina a licença de uso e tem direito a atualização online de tempos em tempos em seu computador, podendo usar em até 2 ou 3 computadores diferentes) meio como um produto, já que ele está em seu computador, e não 100% online (acessado pelo navegador de internet).

Para quem critica essa postura de não oferecer o aluguel do software online antes, resta dizer que ter feito isso seria meio que trair a base de clientes que pagava pra ter o software com o benefício de ter atualizações mais baratas.

Mas os tempos mudaram.

Existem tantos programas online compatíveis com o Photoshop e outros produtos Adobe (O Acrobat é de longe o software da Adobe com mais versões online feitas por concorrentes) que ignorar esse mercado chega a ser suicida.
Outro fator é a evolução do hardware que já permite executar trabalhos pesados no servidor de internet.
Ou seja: adobe com SaaS chegou meio tarde mas não totalmente.

O que não dá mais é ter de fazer instalação de software quando a pirataria já incorporou até o software portátil (sem instalação). 

Sobre isso eu mesmo acredito que num futuro próximo sistemas operacionais de mesa/desktop virão embarcados no hardware (placa mãe) como o Android nos celulares. E vou além: o Windows poderia muito bem ser acessado via internet, a cada vez que o aparelho for ligado, dispensando a re/instalação (software local só em caso de não poder acessar online).
As lan houses e cybercafés agradecem de antemão...


quinta-feira, 21 de abril de 2022

Guia do backup para designers (mas não só designers)

Imagem: Freepik/StorySet


Uma das coisas que aprendi ao longo de anos é que backup tem de ser feito, mas a parte física dele não deve ser responsabilidade sua.

Traduzindo: ter mídia (DVD, Pen Drive, HD) com seu backup subentende ter e manter políticas a respeito, como verificar se o backup foi feito corretamente, se os dados/arquivos não se corromperam ao longo do tempo, como recuperar o tipo de backup etc.

Motivo: nenhuma mídia é eterna: um dia o HD, Pen Drive ou DVD vão parar de ler ou funcionar. Então, saber o que fazer (ex.: como e o que guardar) acaba sendo tão importante quanto onde fazer (onde armazenar).

Conclusão: é mais prático pagar ou utilizar armazenamento de terceiros (na nuvem, p.ex.) e empurrar pra outras pessoas a preocupação de ter de trocar o HD, verificar se os dados não se corromperam nem pegaram vírus, de tempos em tempos. E focar no principal: ganhar o sustento.

Como espaço pra backup não é infinito e tem um custo, seguem algumas sugestões que adotei ao longo do tempo:

quarta-feira, 13 de abril de 2022

Blog profissionais de tecnologia: o ano que passou (2021)


130.841 visualizações
até 2021.

Quero contabilizar e agradecer aos leitores por esses números, que mostram como esse blog continua sendo uma fonte de informação útil para a comunidade.

Eu, Wallace Vianna, editor e Alexandre Campos, criador desse blog, somos gratos a todos vocês pela atenção.

segunda-feira, 11 de abril de 2022

Multi sreaming ou lives em múltiplos sites

Dica que descobri recentemente e resolvi compartilhar - Stream Yard site que permite fazer lives que são transmitidas em múltiplos canais simultaneamente: YouTube, Favebook, Twitter e Linkedin, p.ex.

Tem versão gratuita e paga, então permite testar.




quarta-feira, 9 de março de 2022

Guia do programa portátil

Imagem: DCT.com

Algumas vezes endemoniados, esquecidos ou ignorados, os programas portáteis são mais uma opção de ferramenta de trabalho mas demandam algum conhecimento como qualquer ferramenta ou modalidade.